Como prevenir transtornos com bagagens



Por Thiago Zanetti da Rosa
Categoria: Gestão de Viagens

Share this Post



Sempre informamos nossos viajantes corporativos e a lazer sobre os procedimentos necessários para evitar transtornos com bagagens, mais precisamente furtos e extravios, em suas viagens.

Neste texto, vamos compartilhar essas regras com você, assim saberá o que fazer para prevenir sustos e, caso aconteça, como proceder para tentar reaver as malas perdidas.

O primeiro passo

A solução mais fácil e segura é precisamente contratar um seguro antes de viajar. Em caso de furto, ele não impede o transtorno, mas diminui drasticamente os efeitos emocionais e práticos de perder algo importante.

Procure mais detalhes com seu consultor de viagens, pois existem vários tipos disponíveis no mercado que oferecem um valor estimado de cobertura. Em resumo: os seguros são contratados a parte e se apresentam como uma opção preventiva importante para quem não deseja surpresas negativas enquanto viaja.

Mesmo com o seguro em mãos, se previna em outras frentes e torne as dicas abaixo em hábitos presentes em todas as suas viagens.

Posso despachar?

Em muitos casos, os viajantes nos perguntam o que podem ou não despachar. A resposta é muito simples: carregue sempre com você objetos valiosos e/ou que não podem ser substituídos com facilidade. Quando o assunto se aproxima do imponderável, é sempre melhor prevenir.

Portanto, deixe em sua mala de mão, os seguintes objetos:
· Frágeis e perecíveis;
· Medicamentos essenciais;
· Chaves;
· Documentos profissionais ou acadêmicos;
· Amostras;
· Passaportes ou outros documentos de identificação;
· Objetos valiosos (dinheiro, joias, óculos, lentes de contato, próteses e dispositivos ortopédicos, computadores, aparelhos celular e dispositivos eletrônicos pessoais, títulos negociáveis, valores mobiliários ou outros documentos valiosos).

Se mesmo assim precisar despachar alguma coisa que se encaixe nos exemplos acima, lembre-se de declarar os itens que desejar ainda no momento do check-in. Leve em consideração que este serviço poderá ser cobrado pela companhia aérea.

Me furtaram. O que faço?

Se mesmo assim, por esquecimento, você deixou algum objeto importante na mala e foi furtado, o melhor caminho para tentar o reembolso é:

1. Avise a companhia aérea, ainda no desembarque;
2. Em seguida, faça um boletim de ocorrência na delegacia de polícia, com os dados do voo e os detalhes dos objetos furtados;
3. Registre também uma queixa no escritório da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) dentro do aeroporto;
4. Formalize junto aos aeroportos de origem e de destino o boletim de ocorrência. Preencha também os relatórios de objetos roubados;
5. Contate e pressione o SAC da companhia aérea para que deem uma posição sobre os objetos furtados.

Em resumo: leve sempre com você, na mala de mão, seus objetos de valor e faça um seguro de viagem. São, sem dúvida, as melhores formas de prevenir e chegar ao seus destino sem possibilidade de susto.




Veja outros posts na nossa página de dicas:

Dicas de Gestão de Viagens Corporativas



PODEMOS AJUDAR SUA EMPRESA A ECONOMIZAR


Preencha os dados abaixo e receba uma proposta para reduzir seus gastos com viagens corporativas:




Continue lendo