Como economizar sem deixar de viajar?

Dica 3




Já falamos de controle de bilhetes não voados e já falamos de waivers.

Nosso tópico de hoje é o ROI.

O ROI é um indicador financeiro. Essa sigla é a abreviação da expressão Return on Investment, ou Retorno sobre Investimento.

Esse indicador ficou muito conhecido e está sendo bem comentado agora em tempos de pandemia. Já falamos um pouco sobre ele em outro post. Recorde aqui.

Quando falamos de economia, a estratégia não é só cortar custos, precisamos entender e analisar os indicadores.

E aí, essa métrica vem para nos mostrar a efetividade do investimento em um negócio. No caso das viagens, isso pode ocorrer por meio da conquista de um novo investimento, do fechamento de um contrato ou do aumento da produtividade e do faturamento.

No entanto, para saber exatamente qual foi o retorno financeiro, é necessário saber calcular o retorno sobre o investimento, ou seja, o ROI de viagens corporativas.

Como calcular o ROI de viagens corporativas? A conta é simples:

Image

Sendo assim, se sua viagem custou R$ 5.000,00 e trouxe um benefício de R$ 10.000,00, o ROI será de 100%.

10.000 (receita) – 5.000 (custo) ÷ 5.000 (custo) = 1 Multiplicando esse resultado por 100, chegamos ao ROI de 100%.

É sempre importante utilizar métricas para medir desempenhos. Saber como calcular o ROI é um diferencial e tanto para revisar estratégias.

Conhecendo esse indicador, sua empresa pode concentrar seus esforços no que dá mais certo e não gastar tanta energia com o que não têm se mostrado tão eficiente.

O ROI vem sendo um grande aliado para uma gestão de controle e investimentos junto a política de viagens. Se você gosta de números, indicadores, gráficos… Estamos juntos nessa!

Tenho muito mais para lhe contar sobre eles e prometo lhe auxiliar nesse processo.

Dedra Freitas




Veja outros posts na nossa página de dicas:

Dicas de Gestão de Viagens Corporativas



PODEMOS AJUDAR SUA EMPRESA A ECONOMIZAR


Preencha os dados abaixo e receba uma proposta para reduzir seus gastos com viagens corporativas:




Continue lendo