A importância da política de antecedência em viagens corporativas




Na última semana, realizamos mais uma edição do nosso Café Pra Viagem, evento online que ocorre uma vez por mês.

Na edição de setembro, falamos um pouco sobre qual o impacto da mudança de planos no seu orçamento de viagem.

Para falar sobre esse tema, analisamos 16.000 transações aéreas nacionais ocorridas no ano de 2019, com três perfis diferentes de compra.

Neste estudo temos política de viagem com antecedência de compra entre 5 a 7 dias, 15 dias e empresas sem política de antecedência.

A ideia é tentarmos identificar o quanto a política de viagens pode nos ajudar a economizar e mostrar o quão caro é reemitir.

Abaixo segue um relatório dessa análise que vai nos ajudar a formar nosso estudo de caso a seguir:

Nos gráficos conseguimos facilmente identificar que uma empresa sem política de antecedência definida reemite mais do que empresas com políticas definidas, assim como o ticket médio de emissão e reemissão dele é maior.

Onde temos políticas definidas, o custo de reemissão é superior ao valor pago originalmente pelo bilhete.

Para exemplificar o que esses números representam nos custos de viagens, vamos simular três empresas distintas que tenham o mesmo número de emissão de bilhete aéreo (100 bilhetes), porém uma com a política de antecedência entre 5/7 dias, outra com 15 dias e outra sem política.

Empresa 1 – 15 dias de antecedência


100 emissões, sendo que 5,17% delas foram reemissão.

O custo médio de cada passagem emitida foi no valor de R$ 464,65 e cada reemissão no valor de R$ 487,11.

Custo de emissão: R$ 44.062,76

Custo de reemissão: R$ 2.518,36

Custo total: R$ 46.581,12

Empresa 2 – 5/7 dias de antecedência


100 emissões, sendo que 3,43% delas foram reemissão.

O custo médio de cada passagem emitida foi no valor de R$ 476,13 e cada reemissão no valor de R$ 480,07.

Custo de emissão: R$ 45.979,87

Custo de reemissão: R$ 1.646,64

Custo total: R$ 47.626,51

Empresa 3 – Sem política de antecedência


100 emissões, sendo que 6,92% delas foram reemissão.

O custo médio de cada passagem emitida foi no valor de R$ 718,57 e cada reemissão no valor de R$ 606,33.

Custo de emissão: R$ 66.884,50

Custo de reemissão: R$ 4.195,80

Custo total: R$ 71.080,30

E você?

Na sua empresa, possuem política de antecedência? 

Qualquer dúvida, estamos à disposição para ajudar a elaborar uma política de antecedência para a sua empresa, ou até mesmo rever a sua atual.

Um abraço,

Gustavo Atkinson






Veja outros posts na nossa página de dicas:

Dicas de Gestão de Viagens Corporativas



PODEMOS AJUDAR SUA EMPRESA A ECONOMIZAR


Preencha os dados abaixo e receba uma proposta para reduzir seus gastos com viagens corporativas:




Continue lendo